ESPECIAL: A Contribuição de Clodovil Para a Moda Brasileira

Clodovil Hernandes teve uma participação inegavelmente importante na moda brasileira

ESPECIAL: A Contribuição de Clodovil Para a Moda Brasileira
Clodovil morreu numa terça-feira (17/03/2009), por uma parada cardíaca, um dia após sofrer um AVC, o deputado federal e estilista Clodovil Hernandes. Solitário e polêmico, Clodovil levou uma vida de extremos, mas teve uma importância incontestável na moda brasileira.

Clodovil Hernandes em seu ateliê. Foto:Reprodução

Clodovil Hernandes em seu ateliê. Foto:Reprodução

[bloco_link1]


Clodovil aprendeu cedo a arte da costura, por si mesmo. Podia aprender um corte ou arremate apenas observando, e ainda era capaz de criar em cima disso, e foi essa criatividade que fez seu nome na alta costura. Em uma época em que as fashion weeks não eram populares no Brasil, a grife do estilista já era prestigiada por um grupo seleto de mulheres ricas. Ao lado de Denner Pamplona de Abreu, Clodovil formou a dupla de luxo da alta costura brasileira dos anos 60 e 70.

Clodovil em frente ao seu ateliê. Foto:Reprodução

Clodovil em frente ao seu ateliê. Foto:Reprodução



O interior do ateliê de Clodovil, em São Paulo. Foto:Reprodução

O interior do ateliê de Clodovil, em São Paulo. Foto:Reprodução



Do seu ateliê, em São Paulo, localizado na Rua Oscar Freire, saíam apenas vestidos sofisticados para serem usados em eventos de alta classe, exclusivos em sua maioria. Suas peças enalteciam a feminilidade, com bordados e tecidos nobres. Seus desfiles eram realizados no próprio ateliê, presenciados por um pequeno grupo de mulheres que se destacavam na mídia e na alta sociedade. "O Brasil, assim como qualquer país, pode ter uma alta costura, desde que haja uma elite", declarava o estilista em muitas entrevistas. Clodovil também lançou algumas coleções de prêt-à-porter, usando tecidos como crepe e lã, além de malhas.

Clodovil Hernandes e sua modelo preferida: Elke Maravilha. Foto:Reprodução

Clodovil Hernandes e sua modelo preferida: Elke Maravilha. Foto:Reprodução



Sandra Guimarães, a Miss Brasil 1974, com um belo vestido assinado por Clodovil Hernandes. Foto:Reprodução

Sandra Guimarães, a Miss Brasil 1974, com um belo vestido assinado por Clodovil Hernandes. Foto:Reprodução



Clodovil ajustando a roupa em uma modelo. Foto:Reprodução

Clodovil ajustando a roupa em uma modelo. Foto:Reprodução


Havia uma guerra de egos travada entre Clodovil e Denner, já que o segundo sempre acabava tendo mais espaço na imprensa. A consultora de moda Constanza Pascolato afirmou que a rivalidade da dupla era apenas uma jogada de marketing e que os dois eram muito amigos. Segundo ela, os dois sabiam que forjando tal rivalidade, conseguiriam aparecer na mídia.

A designer de jóias Christine Youfon, amiga de Clodovil, foi uma das poucas a conhecer o lado doce do estilista. A designer acredita que Clodovil foi que ajudou a moda brasileira a se elevar para um nível mais alto. Apesar de ter sido um dos precursores da moda brasileira, seu trabalho como estilista não foi muito reconhecido, se comparado com suas atuações na TV e na política, já que não havia uma forte identidade de moda aqui no Brasil na época. No entanto, isso não diminui sua importância no trabalho que fez como criador.

Clodovil ao lado de Marisa Woodward, que veste um conjunto assinado por ele. Foto:Reprodução

Clodovil ao lado de Marisa Woodward, que veste um conjunto assinado por ele. Foto:Reprodução


Além de um grande criador de moda de bom gosto, Clodovil foi um comunicador. Sua contribuição para a moda brasileira foi além do estilismo. Ele conseguiu levar informação de moda para outras classes sociais, por meio de programas de TV, nos quais defendia que consciência estética não depende obrigatoriamente de condições econômicas. Clodovil espalhou pelo país inteiro noções de educação por meio da história da moda, para qualquer pessoa que solicitasse; apesar de ter construído uma carreira na alta costura, transformou a moda em algo acessível e viável. Ele foi o estilista que conseguiu compreender que a moda não tem fronteiras.

Clodovil se afastou da moda há cerca de 20 anos. Segundo o colega, e também estilista, Ronaldo Ésper, ele parou por estar completamente descrente da moda. Ésper, que andou trocando acusações em processos na Justiça com Clodovil, afirmou que, apesar disso, os dois eram muito amigos. De acordo com o estilista, Clodovil morreu decepcionado com os rumos da moda; segundo suas palavras, há nessa morte um “ingrediente de desencanto”. Redação Portais da Moda
Portais da Moda - Historia da Moda

O meu objetivo nesta matéria é relatar sobre ESPECIAL: A Contribuição de Clodovil Para a Moda Brasileira e tambem tirar suas duvidas, se está a procura de informação ou como encontrar o produto ou telefone de contato de empresas sobre: roupas do clodovil , vestidos do estilista clodovil , vestidos do clodovil , roupas de clodovil hernandes , moda crodoviu , contribuçao de clodovil hernandes para a moda , coleçoes de clodovil , clodovil na moda , clodovil fazia roupa apenas para ricos , atlier de clodovil brasil ,

ESPECIAL: A Contribuição de Clodovil Para a Moda Brasileira

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:









  • nao dá pra falar de moda brasileira sem citar o nome de clodovil faz muita falta à esse país.

    janson

"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."



FIQUE POR DENTRO