Mercado de Pulgas de Paris

Descubra o paraíso: 11Km de marcas famosas a preços baixos

Mercado de Pulgas de Paris
Marche Aux Puces. Saint-Ouen - Paris. Foto:Divulgação

Marche Aux Puces. Saint-Ouen - Paris. Foto:Divulgação

[bloco_link1]
Quase como um aglomerado de brechós, o Marche Aux Puces ou Mercado de Pulgas é o local onde se comercializam artigos antigos, usados ou de fabricação artesanal, geralmente feitos pelo próprio vendedor.

Porém, antes de se popularizar, esse tipo de comércio era característico dos subúrbios da França, mais precisamente de Saint-Ouen, no norte de Paris. Vários mercados começaram a abrir nessa região depois da Primeira Guerra Mundial e o lugar virou moda! Roupas, calçados, ferramentas antigas, mobílias, bronze, luminárias, bijuterias e jóias eram vendidos a preços baixos, movimentando principalmente os domingos, quando era tradição o passeio fora das muralhas.

Hoje, o Mercado de Pulgas de Paris ocupa uma área de 11km de ruas e becos, formando um grande labirinto que recebe cerca de 11 milhões de visitantes por ano! Para alegria dos 1400 vendedores de antiguidades que ali trabalham.

A maioria das lojas não são especializadas, permitindo ao consumidor, encontrar vários produtos numa mesma loja: bicicletas, cerâmicas, roupas, discos e pinturas podem ser vistas num só lugar.

O grande movimento se dá porque não se tratam de simples objetos velhos; mas porque estamos falando de Gucci, Prada, Vuitton, Chanel, Hermés e várias outras marcas, normalmente em ótimo estado, vendidos por menos da metade do preço. Uma festa para colecionadores, profissionais da moda e para o próprio usuário.






Um pouco do objetivo inicial, que era vender roupas mais baratas para pessoas de baixa renda, acabou tomando outros rumos. O que se vê nas lojas do Mercado de Pulgas são artigos que valorizam mais o estético do que a necessidade de vestir-se. Isso quer dizer que apesar dos preços estarem abaixo do que estariam numa loja da Chanel, por exemplo, o custo em geral ainda é elevado em comparação aos outros produtos sem poder de marca, porém de primeira linha.

O Mercado de Pulgas, portanto, difere de brechó pelo status que ocupa e pelo público que atrai, um público com mais poder aquisitivo e necessidades estéticas e que normalmente se dirige ao mercado com um objetivo de compra, uma peça específica; seja ela um casaco militar, uma bolsa Miu-Miu ou uma sombrinha Burberry.

Ampliando os benefícios do “recomércio” de roupas e objetos, surge a sustentabilidade. Tão em voga quanto às novas tecnologias que visam agredir menos o ambiente, está a idéia de que é preciso reduzir o lixo, evitar o acúmulo do consumismo. Embora o Eco Fashion ainda tenha o bloqueio da moda fast, comprar uma roupa que pode ser usada de novo virou estilo alternativo nas ruas das grandes cidades.

Vale à pena dar uma passadinha por Saint-Ouen. O Louvre e o Arco do Triunfo têm um conterrâneo tão rico em histórias quanto os próprios.

Os dois vídeos a seguir mostram um pouco do dia-a-dia no Mercado de Pulgas de Paris:



Jéssica Matiko Yano
Redação

O meu objetivo nesta matéria é relatar sobre Mercado de Pulgas de Paris e tambem tirar suas duvidas, se está a procura de informação ou como encontrar o produto ou telefone de contato de empresas sobre: mercado das pulgas paris , mercado municipal de paris , mercado publico em paris , mercado publico de paris , mercado populae de roupas em paris , mercado de roupas em paris , mercado de pulgas paris , mercado de pulgas da frança , mercado das pulgas frança , mercado das pulgas em paris ,

Mercado de Pulgas de Paris

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:






"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."



FIQUE POR DENTRO