Afro punk: Moda, música e liberdade de expressão

                                   

A tendência que mistura a cultura afro com a modernidade vem com tudo em 2017!

Afro punk:  Moda, música e liberdade de expressão
AfroPunk. Foto:divulgação

AfroPunk. Foto:divulgação

Faz alguns anos que a mudança no pensamento social está dando cada vez mais espaço para a aceitação do indivíduo como ele é. Cada vez mais pessoas de etnia afro estão passando a assumir as suas características, como forma de empoderamento e também como parte da luta contra o racismo.

A partir dessa ideologia libertadora, o AfroPunk passou a se popularizar. Criada em meados de 19920, o através de jovens que, cansados de serem excluídos do cenário Punk devido a sua cor de pele criaram seu próprio movimento. Mais do que um modismo, o AfroPunk é um movimento social, e que vem chamando cada vez mais atenção pelo mundo, misturando as referências da música americana com o comportamento e cultura africana.

Movimento Afropunk. Foto:divulgação

Movimento Afropunk. Foto:divulgação



Afropunk como forme de expressão. Foto:divulgação

Afropunk como forme de expressão. Foto:divulgação



Os principais traços deste manifesto são caracterizados pelas cores abundantes, misturas de estampas, maquiagens e acessórios afro, que chamam a atenção e realçam ainda mais a pele negra.

Mas, isso é só um pequeno nível do estilo, que vai muito além do guarda roupa. Os cabelos, tanto homens quanto mulheres, passam a ser ao natural, assumir suas raízes. Penteados como o black power, tranças, moicano, e o cabelo colorido, estão constantemente presentes nos looks dos adeptos do estilo.

Principais características afropunk. Foto:divulgação

Principais características afropunk. Foto:divulgação

Valorização da estética negra. Foto:divulgação

Valorização da estética negra. Foto:divulgação





Cabelos ao natural. Foto:divulgação

Cabelos ao natural. Foto:divulgação

Homens Afropunk. Foto:divulgação

Homens Afropunk. Foto:divulgação





Entre os artistas e celebridades que adotaram o AfroPunk aqui no Brasil estão nomes como as cantoras Karol Conká e Tássia Reis, a blogueira Magá Moura, o rapper Rico Dalassan e a integrante da banda Uó Candy Mel.
No exterior, Solange Knowles, Janelle Monaé, Azealia Banks, Lenny Kravitz e Erikah Badu são alguns artistas que seguem esta tendência.

Magá Moura. Foto:divulgação

Magá Moura. Foto:divulgação



Rico Dalassam. Foto:divulgação

Rico Dalassam. Foto:divulgação


Afro punk: Moda, música e liberdade de expressão

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:





"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."

Fique por dentro

Cadastre seu email e receba nossas novidades


Fique por dentro

Receba dicas de moda,saude e beleza