Alimentação para gestantes

     

Saiba quais alimentos você deve ou não ingerir durante a gestação

Alimentação para gestantes
Cuidados com a alimentação na gestação. Foto:Divulgação

Cuidados com a alimentação na gestação. Foto:Divulgação

A alimentação um dos pontos mais importantes para uma gestação tranqüila e saudável das futuras mamães. Muito mais do que se preocupar com o aumento de peso, deve-se atentar para dietas ricas em nutrientes que tragam benefícios tanto para elas quanto para os filhos.

Veja também:
Cuidados que as gestantes devem tomar com os cabelos durante os nove meses de gravidez
Modelos de vestidos para a moda gestante do outono inverno 2011

Sugestão de cardápio para gestantes



Em todas as refeições, o ideal é consumir um alimento que represente fonte energética (pães, aveia ou granola), protéica (derivados do leite) e frutas. A ingestão de frutas, vale lembrar, é indicada a cada três horas. Para as gestantes garantirem uma alimentação baseada em uma dieta equilibrada, saudável e rica em nutrientes necessários para o seu bem estar e para a o devido crescimento do bebê, damos aqui uma sugestão de cardápio, confira!


A importância da alimentação durante a gestação




Frutas: consumo diário para as mulheres em gestação. Foto:Divulgação

Frutas: consumo diário para as mulheres em gestação. Foto:Divulgação

Sendo a alimentação uma das principais responsabilidades iniciais das mães, vale destacar que, já a partir da segunda semana após a fecundação, os nutrientes ingeridos por elas passam a alimentar – pelo seu sangue – o bebê. Sendo assim, fazer adaptações e assumir novos hábitos alimentares são passos fundamentais para o crescimento saudável da criança; isso requer que a mulher repense suas atitudes, dando prioridade à ingestão de [noticia=19102]alimentos[/notiica] que contenham aquelas vitaminas e nutrientes necessários para que a divisão celular se dê de maneira adequada favorecendo uma boa gestação.

Veja o vídeo com dicas de alimentação na gestação

Ao contrário do que muitos pensam, o famoso ditado de que durante a gravidez a mulher deve comer por dois não corresponde à realidade e, tão pouco, resulta em benefícios para o desenvolvimento do bebê. A quantidade de comida que a gestante ingere ou os quilos que ela venha a engordar não são sinônimos de saúde. O importante é adequar a qualidade e a origem desses alimentos.


Alimentação nos seis primeiros meses da gestação



Leite e derivados devem ser bastante consumidos durante a gravidez. Foto:Divulgação

Leite e derivados devem ser bastante consumidos durante a gravidez. Foto:Divulgação

Nos três primeiros meses da gravidez, seguir uma alimentação rígida, respeitar os horários e diminuir os intervalos entre as refeições, realizando-as de três em três horas, são atitudes simples e que podem trazer benefícios para mãe e filho. Esses cuidados tendem a reduzir desconfortos digestivos e os problemas relacionados à náusea, vômitos e, consequentemente, com a perda de peso nessa fase inicial. A ingestão de líquidos no decorrer do dia – com exceção nos horários da refeição – também auxilia na redução desses mal estares.

Durante esses e os demais seis meses, é importante ainda aumentar o consumo do leite e seus derivados. Procure tomar, pelo menos, três xícaras de leite por dia aliadas à ingestão de produtos como iogurtes e queijos brancos. Grãos, fibras e fontes de vitamina C como o suco do limão, o qual pode ser usado no tempero de saladas de folhas verdes, são opções à integrarem diariamente o seu cardápio. Dê prioridade por alimentos mais leves como pratos e carnes assados, grelhados ou cozidos, evitando frituras, gorduras e o consumo excessivo de sal. A cafeína, sempre que possível, também deve ser evitada ou, ao menos, reduzida.


Alimentação nos dois últimos meses da gestação



Carnes assadas, grelhadas ou cozidas: alimentação saudável para a gestação. Foto:Divulgação

Carnes assadas, grelhadas ou cozidas: alimentação saudável para a gestação. Foto:Divulgação




Nesses dois últimos trimestres conforme aumenta a necessidade energética, deve aumentar paralelamente a ingestão de alimentos que sejam fontes desses nutrientes específicos; recomenda-se o consumo do equivalente à 300 Kcal à mais por dia sendo esse total distribuído nas refeições diárias. Apesar de parecer um exagero, é possível ingerir essa quantidade de energia ao comer uma fatia média de bolo de chocolate com recheio ou um pacote de 50g de bolachas tipo Waffer, por exemplo.

Camila Cemin Rolon


Equipe de Redação Portais da Moda Departamento de Moda
Portais da Moda - Dicas de Saúde e Beleza

O meu objetivo nesta matéria é relatar sobre Alimentação para gestantes e tambem tirar suas duvidas, se está a procura de informação ou como encontrar o produto ou telefone de contato de empresas sobre: alimentação para gestantes inicial , alimentação adequada para gestantes , palestra para gestantes sobre alimentação , content , atividades para gestantes , alimentação de gestantes em segundo grau ,

Alimentação para gestantes

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:





"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."

Fique por dentro

Cadastre seu email e receba nossas novidades


Fique por dentro

Receba dicas de moda,saude e beleza