Como cuidar das unhas

                                   

Veja dicas de como cuidar das unhas, deixando-as bonitas e, sobretudo, saudáveis.

Como cuidar das unhas
O primeiro cuidado com as unhas é o corte. Foto:Divulgação

O primeiro cuidado com as unhas é o corte. Foto:Divulgação

Há quem as prefira pintadas ou naturais, curtas ou compridas, porém quando se tornam quebradiças, descascam ou encravam, as unhas começam a incomodar as mulheres. Sem dúvida, elas são umas das muitas preocupações, do público feminino quando o assunto é beleza. Contudo as unhas devem ser vistas não só como embelezadoras das mãos, mas sim como parte primordial ao nosso corpo, que necessita de cuidados especiais quando não está bem. Por isso, veja algumas dicas de como cuidá-las, deixando-as bonitas, e, sobretudo, saudáveis.

VEJA TAMBÉM:
Unhas Tenshi: conheça essa novidade prática e charmosa em adesivos
Cuidar das unhas e sobrancelhas agora ficou divertido!

A atenção especial dada ás unhas, vem, principalmente, por parte das mulheres. Afinal, ter mãos bonitas inclui tratar deste pequeno detalhe. Porém, não basta apenas pintá-las, os cuidados devem ir além, principalmente quando elas encontram-se encravadas, quebradiças, descamando, descolando, esbranquiçadas ou com micoses.

UNHAS ENCRAVADAS

Os cuidados iniciais devem começar pelo corte, pois quando realizados erroneamente resultam em unhas encravadas. Portanto, elas devem ser cortadas com as bordas sempre visíveis, ou seja, fora da pele. Vale lembrar que as unhas se moldam de acordo com o formato de cada dedo, por isso, evite exagerar no corte dos cantos. Para as unhas do pé, opte pela forma quadrada, pois isso evita que elas encravem.

UNHAS QUEBRADIÇAS E QUE DESCASCAM

Uma semana por mês procure não usar esmalte. Foto:Divulgação

Uma semana por mês procure não usar esmalte. Foto:Divulgação

Já quanto as unhas quebradiças, fracas e que descascam, um dos motivos pode ser o ressecamento. “No verão, elas estão mais propensas a esses problemas, por causa da maior exposição ao sol, contato com a areia e com o cloro da piscina", explica a dermatologista Katleen Conceição, membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética.

Para evitar esse problema tão comum, o ideal é mantê-las hidratadas. São várias as recomendações, dentre elas: ficar pelo menos uma semana por mês sem esmalte, assim é possível lubrificá-las e usar bases fortificantes, em especial, as que contêm “formol” (cuidado com excesso de uso, que pode provocar o efeito inverso). Além disso, diminua o uso de removedores de esmalte, optando por aqueles que não contém álcool, como as acetonas; procure por cremes a base de uréia, óleo de semente de uva, lanolina ou silicone; lixe as unhas com cantos arredondados, e se possível pinte-as com menor frequência.

Segundo, a dermatologista Katleen, não é recomendável remover a cutícula, deve-se apenas tirar os excessos, visto que a mesma protege o espaço vazio entre a unha e a pele do dedo. O ideal mesmo é apenas empurrá-la. E um alerta para quem gosta de unhas postiças: os produtos usados para colá-las, são fortes e em excesso podem ser prejudiciais.

UNHAS DESCOLADAS E ESBRANQUIÇADAS

Para as unhas descoladas ou esbranquiçadas a atenção deve ser redobrada, pois tais características podem ser indícios de doenças de pele, como micose ou psoríase (doença inflamatória da pele). Sendo assim, torna-se essencial a visita ao médico, pois apenas um exame clínico ou laboratorial poderá diagnosticar o problema.

OUTROS FATORES
Além dos fatores citados acima, existem outros que podem prejudicar a saúde de nossas unhas. Um deles, muito importante é: a alimentação desequilibrada. Uma dieta balanceada, rica em vitaminas e minerais como biotina, zinco, silício, vitamina A e aminoácidos, sem dúvida, é fundamental para a saúde das unhas.

O uso de muitos produtos químicos, problemas tireoidianos ou causados pelo diabetes, também podem alterar o estado de suas unhas – mais um motivo importante para ir ao médico e investigar as causas.

CUIDADOS ANTI-SÉPTICOS: tome alguns cuidados higiênicos com as unhas, evitando doenças

Esmaltes hipoalergênicos Impala. Foto:Divulgação
Esmaltes hipoalergênicos Impala. Foto:Divulgação
Esmaltes hipoalergênicos Derma Nail. Foto:Divulgação
Esmaltes hipoalergênicos Derma Nail. Foto:Divulgação
Esmaltes hipoalergênicos Risqué. Foto:Divulgação
Esmaltes hipoalergênicos Risqué. Foto:Divulgação
Esmaltes hipoalergênicos Argento. Foto:Divulgação
Esmaltes hipoalergênicos Argento. Foto:Divulgação


- Para tirar a cutícula, tenha sempre em mãos um pote com água morna e creme, e somente retire o excesso, isso evita a proliferação de fungos e bactérias.
- Após lavar as mãos, tomar banho e se refrescar na piscina ou no mar, seque bem as unhas.
- Não caia na tentação de puxar as peles que se soltam do dedo, isso pode causar infecção bacteriana.
- Quando fizer a unha em um salão de beleza, o recomendável é levar os seus utensílios. Caso contrário, fique atento se o local esteriliza o alicate e descarta lixas e palitos após o uso. Dessa maneira você evita doenças como a hepatite.
- O ideal é usar luvas nas tarefas domésticas. Se não for possível, lave bem as mãos com sabonete neutro após o trabalho.
- Não deixe acumular sujeira embaixo das unhas. Retire-a com um palito e lave bem as mãos.
- Se mexer com lixo ou tocar em alguma ferida, lave as mãos com sabonete antisséptico.

*Dicas segundo a dermatologista Katleen Conceição.

DICAS PARA POTENCIALIZAR A PINTURA DO ESMALTE

Os cuidados com as unhas envolvem também a escolha dos esmaltes. As principais reclamações quanto a esses produtos são: pouca durabilidade, bolhas e provocação de alergia. Contudo as soluções são simples, veja a seguir.

Top Coat Avon. Foto:Divulgação

Top Coat Avon. Foto:Divulgação

Top Coat Colorama. Foto:Divulgação

Top Coat Colorama. Foto:Divulgação


Existem no mercado de cosméticos, os top coats, que são bases extra-brilho, que além de deixarem a pintura mais bonita, aumentam a durabilidade do esmalte. Já para evitar aquelas bolinhas, basta lavar as mãos com água bem gelada antes de começar a pintar. O processo de resfriamento ameniza a alta temperatura destas, que é a causa do seu surgimento.

Quanto as mulheres alérgicas a esmalte, que não desejam parar de pintar suas unhas, a dica é usá-lo uma semana sim e outra não, ou melhor ainda, optar por produtos hipoalergênicos, que embora sejam mais caros, não contêm formaldeído e tolueno, os principais agentes da irritação. Esses são disponibilizados em várias marcas, algumas nacionais – Impala e Risqué -, e outras internacionais, como Reylon, Argento, Derma Nail e Alergic Center.

Unhas saudáveis e bonitas, não são apenas sinônimos de beleza para suas mãos, elas sinalizam uma boa higiene e, acima de tudo, saúde!

Thays Massias Alves


Portais da Moda - Dicas de Saúde e Beleza

O meu objetivo nesta matéria é relatar sobre Como cuidar das unhas e tambem tirar suas duvidas, se está a procura de informação ou como encontrar o produto ou telefone de contato de empresas sobre: unhas descoladas nos cantos , unhas decoradas com palito de unha , unha nos dedos postica do dedao do pes , o que fazer para parar de doer os dedos com esmalte formol , dicas de como cuidar das unhas , dicas de como cuida das unhas , cuidar das unhas , como usar cloro nas unhas , como cuidar das unhas ,

Como cuidar das unhas

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:





"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."

FIQUE POR DENTRO

SHOPPING

Fique por dentro

Receba dicas de moda,saude e beleza