Se não for cuidada, hérnia de disco pode trazer maiores complicações para a coluna

                                   

Em depoimento no final da novela, mulher contou sua história e porque não tratou a doença de forma adequada

Se não for cuidada, hérnia de disco pode trazer maiores complicações para a coluna
A hérnia de disco é consequência do desgaste da estrutura entre as vértebras que, na prática, funcionam como “amortecedores” naturais do impacto entre elas. Assim, quando a estrutura se desloca, acaba comprimindo os nervos da região e causando dores e até incapacidades motoras. No entanto, quando não tratada, a hérnia de disco pode causar problemas mais graves, podendo até levar o paciente a ficar tetraplégico em casos extremos, como um relatado recentemente na novela Viver a Vida*.

“Ao não tratar a hérnia de disco adequadamente, além de lidar com as dores e desgastar ainda mais as vértebras, os pacientes podem sofrer com problemas decorrentes da doença. Já, quando diagnóstica - de acordo com o caso, a doença pode ser tratada por meio de fisioterapia, medicamentos (prescritos por um médico) e exercícios físicos bem orientados, como pilates e musculação”, explica Helder Montenegro, fisioterapeuta osteopata e fundador do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral.

Hérnia de disco
Segundo pesquisa publicada na Revista da Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos, apenas 10% das hérnias de disco necessitam de cirurgia para serem tratadas, ou seja, tratamentos convencionais como a fisioterapia, medicamentos prescritos por um médico e exercícios físicos podem solucionar 90% das hérnias.

“A idade média para o aparecimento da primeira crise de dor é de aproximadamente 37 anos e pelo menos há uma década, em 76% dos casos, há antecedente de dor lombar. Com estes estudos sendo apresentados, muitos pacientes têm evitado a cirurgia no primeiro momento e buscado técnicas como a Reconstrução Músculo-Articular da Coluna Vertebral, que une o trabalho da fisioterapia manual com a tecnologia das mesas de tração e descompressão e do Stabilizer - equipamento que condiciona o paciente a usar o músculo transverso do abdômen, e exercícios de musculação”, completa o fundador do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral.

www.herniadedisco.com.br.

Sobre o ITC Vertebral
O Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral, fundado pelo professor de pós-graduação e fisioterapeuta Helder Montenegro, oferece a técnica exclusiva de “Reconstrução Músculo-Articular da Coluna Vertebral - RMA da Coluna Vertebral”, que utiliza técnicas da Fisioterapia Manipulativa, Mesa de Tração Eletrônica, Mesa de Descompressão Dinâmica, Estabilização Segmentar Vertebral e exercícios de musculação. Com o reconhecimento e o respeito de fisioterapeutas no mundo inteiro, a técnica tem ganhado espaço no mercado brasileiro devido ao elevado índice de bons resultados para pacientes que sofrem de dores nas costas. O ITC Vertebral possui clínicas em Fortaleza, Sorocaba, São Paulo, Manaus, Santos, Rio de Janeiro, Natal, Vitória e São Luís.

*Depoimento transmitido no final da novela - http://video.globo.com/Videos/Player/Entretenimento/0,,GIM1159685-7822-FLAVIA+FONTANA+O+OTIMISMO+DE+VOLTA,00.html.

Informações e imagens para a imprensa:
Danielle Flöter

Rua Moacir Piza, 56 - Jardins
11 3085-6583
11 7871-1869/ 7694-6678
Nextel: 84*71771
www.flotereschauff.com.br

O meu objetivo nesta matéria é relatar sobre Se não for cuidada, hérnia de disco pode trazer maiores complicações para a coluna e tambem tirar suas duvidas, se está a procura de informação ou como encontrar o produto ou telefone de contato de empresas sobre: complicações hernia de disco , complicações da hernia de disco , hérnia de disco e suas complicações , consequencias da hernia de disco , hernia de disco nao tratada , hernia de disco complicações , hernia de disco agravamento , hernia de disco lombar complicações , o que acontece se nao tratar hernia de disco , quais as complicações da hernia de disco ,

Se não for cuidada, hérnia de disco pode trazer maiores complicações para a coluna

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:





"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."

Fique por dentro

Cadastre seu email e receba nossas novidades


Fique por dentro

Receba dicas de moda,saude e beleza