NATAL: cuidados no momento da escolha do brinquedo para evitar acidentes com as crianças

                                   

Alguns produtos podem oferecer riscos e causar acidentes

NATAL: cuidados no momento da escolha do brinquedo para evitar acidentes com as crianças
Com a chegada do Natal, inicia a procura pelo presente que mais agrada a criançada: brinquedos! Mas é preciso atenção, pois alguns produtos podem oferecer riscos e causar sérias lesões! Os acidentes de trânsito, afogamentos, sufocações, queimaduras, quedas, intoxicações e outros representam a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos no Brasil. Entre estes tipos de acidentes, dois deles merecem atenção especial no momento da escolha dos brinquedos e das brincadeiras: as sufocações e as quedas.

A sufocação ocupa o terceiro lugar no ranking de mortes de crianças até 14 anos por acidentes. Só em 2007, segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 700 crianças morreram. No caso de bebês com até 1 ano, a sufocação representa a principal causa de morte entre os outros tipos de acidentes. Isso porque com até dois anos, as crianças ainda estão na fase de descobrir o mundo com a boca e podem engasgar ou sufocar com uma peça pequena de um brinquedo. Por este motivo, na hora de escolher o brinquedo, é preciso notar a presença de peças miúdas que podem se soltar. É imprescindível verificar a presença do Selo do INMETRO e se a peça escolhida é indicada para a faixa etária da criança que será presenteada.

Outros riscos também devem ser observados: o uso de substâncias tóxicas como mercúrio e chumbo, presença de arestas ou forma pontiagudas que podem ferir a criança , causa engasgamento ou intoxicação.

A compra de brinquedos como bicicletas, skates ou patins também deve estar acompanhada de uma série de cuidados. Os equipamentos de segurança como capacete, joelheiras e cotoveleiras precisam acompanhar estes presentes e os pais devem incentivar o uso. A queda é um risco constante e a principal causa de hospitalização, entre os acidentes, de crianças de 1 a 14 anos. Por este motivo também, o local da brincadeira deve ser escolhido com cautela: longe de carros, piscinas e escadas. Em 2007, dados do Ministério da Saúde mostraram que 73.455 crianças foram hospitalizadas vítimas de quedas, representando a principal causa de internação por acidentes com crianças até 14 anos.

CRIANÇA SEGURA

A Criança Segura é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público dedicada à promoção da prevenção de acidentes com crianças entre 0 e 14 anos. Para cumprir sua missão, desenvolve ações de Políticas Públicas - incentivo à discussão sobre o tema e participação nos diálogos referentes às mudanças e adaptações de instrumentos legais que visem a segurança, saúde e bem-estar da criança; Comunicação - informação e alerta sobre a causa para conscientização da sociedade por meio de campanhas e divulgação de assuntos de interesse público e Mobilização - promoção da sensibilização, conscientização e engajamento de muitas e diferentes pessoas visando à multiplicação da informação, a transformação do meio e a adoção de comportamentos seguros.


Informações para imprensa
Francine Ricci - 11 8750-0497/ comunicacao@criancasegura.org.br
Alline Lima - 11 8574-7699/ alline@criancasegura.org.br
11 3371-2383 / 2364

NATAL: cuidados no momento da escolha do brinquedo para evitar acidentes com as crianças

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:





"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."

FIQUE POR DENTRO

SHOPPING
z