OP - OCEAN PACIFIC se reposiciona no mercado reafirmando seu estilo, sua história e sua pegada

     

A marca que revolucionou uma geração contra a mesmice no jeito de se comportar e de se vestir

OP - OCEAN PACIFIC se reposiciona no mercado reafirmando seu estilo, sua história e sua pegada
Poucas marcas no Brasil tem uma história e apelo tão forte quanto a OP - Ocean Pacific. Criada no Brasil em 1979, pelo surfista Sidney Luiz Tenucci Jr, o Sidão, a OP lançava moda não só com produtos, mas com uma crença que oferecia, além do binômio básico preço & qualidade, uma atitude diferenciada, não só original, mas quase temerária. Depois de uma longa ausência física, já que continuou muito presente no lugar mais precioso e de difícil acesso: na memória das pessoas, a OP volta para o cenário principal da moda. Afinal de contas, como diz o próprio conceito da marca, “tudo se transforma, mas a essência permanece”.

A marca se tornou um clássico, reunindo fãs de várias tribos, como: esportistas, fashionistas, empresários, artistas e um público antenado a tendências, conceitos e estilos. O que, hoje, tornou a retomada possível, de maneira decisiva, foi a parceria consolidada com a Meltex Joy, a maior distribuidora de confecção do país. "Temos um compromisso mútuo de resgatar a OP e sua história na indústria da confecção no Brasil. Vamos fazer muito barulho no mercado nacional", comenta Sidão.

Quando surgiu, a OP não baseou sua estratégia numa jogada de marketing para se posicionar no mercado. Parte da filosofia consistia simplesmente em ser e vivenciar na íntegra o que era oferecido aos consumidores, surgindo daí o slogan: “nós somos o que nós fazemos”. A partir dos anos 1980 a marca começou a levar ao grande público o lifestyle do aventureiro, do esportista, daquele que não se submete docilmente aos padrões sociais. O chamado surfwear estava lançado e mudaria as bases de como a juventude entenderia e viveria, dali por diante, a sua maneira não só de se vestir, mas de ver o mundo. Por meio da OP, o DNA do surf foi definitivamente inserido no organismo da moda brasileira, e, hoje, 30 anos depois, representa, segundo dados publicados na Gazeta Mercantil de alguns anos atrás, 10% de tudo o que é consumido em acessórios e confecção no país.

O conceito OP fez tanto sucesso porque preenchia uma enorme necessidade não detectada por pesquisas de opinião. Era o que as pessoas queriam sem saber que queriam. Vários produtos da marca viraram febre e fizeram a cabeça de uma geração. Quem não se lembra da carteira de nylon e velcro? Da calça de popeline de algodão, a famosa calça Bali, copiada por 11 entre 10 confecções no país? Das camisetas com motivos, na época, inéditos, de situações idílicas em lugares paradisíacos?

A lembrança afetiva da OP é tão forte que, no ano passado, em uma pesquisa Top of Mind, encomendada por uma revista de surf, a marca ficou entre as 7 mais lembradas pelo público.

Em sua nova coleção, a OP continua preservando a sua essência e origem, misturando-as, com personalidade, às inovações tecnológicas atuais e a visão moderna da moda. Os quesitos "qualidade de vida e aventura" continuam fortes, e são os elementos e valores intangíveis e sempre presentes na criação da marca. A coleção vem repleta de boas ideias, com um ar moderno e um lifestyle que mantém a sua integridade e uma visão de futuro tão arrojada quanto antes. Uma boa pedida para os já eram apaixonados pela marca e para quem ainda não conhece a sua vivência e história.


A OP no mundo do Esporte


Um dos grandes diferenciais que marcou a OP foi a sua investida nos grandes festivais de surf no país, da qual foi precursora, como o OP PRO 85, em Florianópolis, que deu visibilidade a uma cidade, para quem não lembra, antes periférica no cenário dos esportes do país. Com essa iniciativa, a marca investia no esporte, elevando o surf a uma categoria profissional e reconhecida no país, além de reafirmar sua vocação de levar a linguagem e o universo da tribo a um grande número de pessoas.

A OP agora quer reafirmar seu prestígio também no esporte investindo em novas categorias, como o fez historicamente, com os esportes radicais. Para isso a marca acabou de assinar contrato com Luis Roberto Formiga, o atleta de esportes radicais mais completo do mundo, e que pratica, a nível profissional, desde o tow-in, até a asa delta, passando pelo sky-surf, prancha de stand-up e skate, além de ter sido pioneiro na prática de snowboard e kitesurf no Brasil. A marca já havia feito uma parceria com o esportista no início de sua carreira. “A OP começou a patrocinar os esportes radicais quando ainda nem existia o termo", afirma Formiga.

O meu objetivo nesta matéria é relatar sobre OP - OCEAN PACIFIC se reposiciona no mercado reafirmando seu estilo, sua história e sua pegada e tambem tirar suas duvidas, se está a procura de informação ou como encontrar o produto ou telefone de contato de empresas sobre: marca op , marca ocean pacific , op brasil , ocean pacific roupas , op ocean pacific , op ocean pacific endereço , op ocean pacific brasil , marca de roupa ocean pacific , op marca de roupa , roupas da op ,

OP - OCEAN PACIFIC se reposiciona no mercado reafirmando seu estilo, sua história e sua pegada

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:





  • meu e muito legal ver a istoria dessa gigante marca que fez parte da minha geraçao espero ver os famosos da midia brasileira fazendo propaganda dessa marca que e um icone da moda windsurf e outros esportes radicais.gostaria de ter enderesos de loja representantes em itapem sc . na minha adolescencia e juventude usei muito essa marca com sapatos timberland samello vivia em foz pr.

    toni cezimbra

  • gostaria de saber onde encontro o perfume taine da oceanic. adoro esse perfume e não encontro mais depois que as franquias da op fecharam. compro a qq custo.

    eliane

  • marcou minha vida nos anos 70. obrigado op. gostaria de comprar camisas, sendo que agora para os meus filhos. obrigado envie alguns modelos por e-mail.

    roney

  • andrea, sou do rj e gostaria de entrar em contato com você para adquirir algumas roupas.

    klÉbson

  • queria saber como representar vcs adoro o estilo seria um bom negocio

    odair jose freire

  • muito bom,usei muito no final dos anos 80 e começo de 90.

    adriano vianna de oliveira

  • gostaria de saber se ainda existe lugares q eu posso adquirir artigos da op como betmudas, caisetas se existe alguma loja ou site? obrigado! ..

    roberto

  • graças a deus eu vivi essa época maravilhosa, tenho 48 anos, gostaria de saber se vcs podem me ajudar, eu ando atras somente da foto do logotipo da op eu creio que foi um dos primeiros, ele ficava num retângulo virado com as partes pequenas do retângulo e

    alberto luiz terra

  • !! sou "veterano" dos anos 80, vive tudo aquilo, da explosão no rock nacional as "latas" despejadas no nosso litoral, eu e meus amigos usávamos a marca e adorávamos, vivíamos em disputa pelas novidades...☺ muito bom saber que estão de volta!! 80 e t

    evando pereira andrade

"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."

Fique por dentro

Cadastre seu email e receba nossas novidades


Fique por dentro

Receba dicas de moda,saude e beleza