Oneomania: compulsão por compras

A doença atinge principalmente as mulheres, e está ligada a outros problemas psicológicos

Oneomania: compulsão por compras
Você adora compras, se satisfaz só de ter algo novo e não se importa em ficar endividado? Cuidado que essas manias podem se tornar uma doença e prejudicar sua vida. Pessoas que não conseguem ficar sem ir às compras podem ser chamadas de oneomaníacas.

Alguns especialistas consideram a oneomania uma doença obsessiva-compulsiva. Foto:Reprodução

Alguns especialistas consideram a oneomania uma doença obsessiva-compulsiva. Foto:Reprodução

[bloco_link1]


A oneomania, que ao pé da letra significa “mania de comprar”, é uma doença que está cada vez mais frequente e que, infelizmente, vem atingindo cada vez mais pessoas. Só no Brasil, estima-se que 3% da população tenham essa patologia, e que a maioria seja de mulheres.

Não se sabe ao certo porque a doença é mais comum entre as pessoas do sexo feminino. Segundo o neuropsicólogo Daniel Fuentes, coordenador do Ensino e Pesquisa do Ambulatório do Jogo Patológico e outros Transtornos do Impulso (AMJO), a proporção é de quatro mulheres para cada homem com o vício.

O distúrbio pode atingir qualquer pessoa, independente de classe social, religião ou formação intelectual. Pode ser tratado por terapeutas, psicólogos, psiquiatra ou especialistas.

Como uma forma de auxílio aos oneomaníacos, foi criado o grupo Devedores Anônimos (D.A), uma irmandade de homens e mulheres que dividem suas experiências, forças e esperanças buscando solucionar seus problemas em comum e recuperar indivíduos compulsivos. O grupo está no Brasil desde 1997.

A oneomania atinge 3% dos brasileiros. Foto:

A oneomania atinge 3% dos brasileiros. Foto:


A doença pode estar associada a problemas de ansiedade, humor, dependências de substâncias psicoativas (álcool, drogas e medicamentos), transtornos alimentares (anorexia e bulimia) e descontroles impulsivos.

A oneomania pode trazer para algumas pessoas a sensação de alivio na depressão e nos sentimentos de frustração. O indivíduo sente a necessidade de possuir coisas novas apenas para suprir seus desejos. Muitas compras realizadas por impulsos, chegam a nem sair da sacola, pois acabam perdendo a utilidade. O oneomaníaco fica satisfeito apenas com o ato da compra, assim como um alcoólatra necessita de bebida.

No século XX houve um crescimento no número de compras, pois a facilidade em conseguir créditos também aumentou. Com isso o consumidor tem mais acesso às mercadorias que nem sempre pode vir a pagar, e não percebe o gasto efetivo e os endividamentos constantes.

Dessa forma, muitas pessoas acabam se tornando empobrecidos compulsivos e perdendo credibilidade no trabalho, em casa, com os amigos e familiares.
Vivemos numa sociedade consumista e infelizmente as pessoas são vistas e avaliadas por aquilo que elas possuem.

Para ajudar os oneomaníacos, surgiu o DA, Devedores Anônimos. Foto:Reprodução

Para ajudar os oneomaníacos, surgiu o DA, Devedores Anônimos. Foto:Reprodução


Se você tem dúvidas se é ou não um oneomaníaco, responda a algumas perguntas, como:

1) As suas dívidas estão tirando a atenção de seu trabalho diário, da família ou dos amigos?
2) Suas dívidas estão fazendo com que você se menospreze?
3) Você teme que seus amigos de trabalho ou família descubram que está endividado?
4) Você já deu informações falsas para obter créditos?
5) Quando você se depara com alguma situação financeira complicada, a perspectiva de um empréstimo lhe dá uma sensação de alivio?
6) Não resiste ao impulso de comprar?
7) Precisa efetuar compras de qualquer maneira, independente do produto a ser comprado?
8) Percebeu que está comprando produtos que não usa ou usa muito pouco?


Se a maioria das respostas foi SIM, você deve dar importância a essa doença e se for o caso buscar ajuda. Mas somente um diagnóstico psicológico pode dizer se você é ou não uma compradora compulsiva ou uma oneomaníaca. Quanto mais rápido for tratado, maiores são as chances de cura.



Alguns endereços e telefones de Devedores Anônimos- D.A:

Igreja Nossa Senhora Perpétua do Socorro
Rua Sampaio Vidal, 1.055 – 1º andas, Jardins
São Paulo – SP
Tel: (11) 3081-3446

Paróquia São Luís Maria de Mont Fort
Rua Dr, Carmelo D´Agostinho, 149
São Paulo -SP

Igreja Santa Ifigênia
Rua Santa Ifigênia, 30 – Centro
São Paulo- SP
Tel: (11) 4508-5633 e (11) 9945-1122

Grupo Centro
Rua México, 90 - 9º andar
Rio de Janeiro-RJ
Tel: (21) 9552-5163

Catedral Metropolitana
Travessa Pe. Eugênio Herter, 33
Londrina-PR
Tel: (43) 3324-5255

Fabíola Taques
Redação

O meu objetivo nesta matéria é relatar sobre Oneomania: compulsão por compras e tambem tirar suas duvidas, se está a procura de informação ou como encontrar o produto ou telefone de contato de empresas sobre: claudia blundi , compradores compulsivos bh , gostaria de saber sobre instituto de psiquiatri em beli horizonte para tratar de compulsão de compra , encontro de compradores compulsivos na paróquia , doencas relacionadas a oneomania , devedores anonimos sc , devedores anonimos bh , compradores compulsivos tratamento sc , compradores compulsivos belo horizonte , compradores compulsivos anonimos ,

Oneomania: compulsão por compras

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:





  • sou de bh e neste momento encontro-me em tratamento psiquiátrico e terapeutico na tentativa de me livrar deste mal de comprar compulsivamente. quero muito participar de um grupo de d.a. em bh. agradeceria caso me informassem a respeito. obrigada.

    ana paula

  • olha eu preciso de ajuda ,pois estou me vendo em uma situação sem saída...poderia me indicar um grupo na minha cidade itabira-mg ou próximo pelo menos..

    elismara

  • solicito inf.urgenti sobre tratamento da doenca. oneomania, para min. desja fico muinto grato,,,,,,carlos cruz.

    carlos augusto pereira da cruz

  • gostaria de saber se há algum grupo ou tratamento para devedores/gastadores compulsivos em belo horizonte.

    ligia

  • muito útil este artigo. quero me livrar deste problema. vou procurar o grupo de da

    priscila

  • quero saber se tem grupo em bh. obrigada!

    mariana

  • gostaria de receber emails e orientação.

    virginia

"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."

Fique por dentro

Cadastre seu email e receba nossas novidades