A "Caminho da Índia"

                                   

Descubra mais sobre esse país que é a inspiração da novela das 8 da globo escrita por Glória Perez.

A "Caminho da Índia"
A Índia é uma das civilizações mais antigas do planeta e conta com uma grande diversidade e uma cultura extremamente rica. Devido ao início da novela “Caminho das Índias”, exibida pela Rede Globo, o país, sua cultura e seus hábitos encontram-se em voga. Vale a pena conhecer um pouco mais das tradições desse curioso país do Oriente.





Berço do Hinduísmo e única civilização ancestral a sobreviver quase que intacta nos dias contemporâneos, a Índia é um país fascinante que impressiona os visitantes, especialmente os provenientes do mundo ocidental. A diferença de culturas é impactante, e talvez seja por essa razão que a Índia atrai tanto as atenções do lado oeste do planeta, seja por estranheza ou encantamento.

Localizada no centro-sul do continente asiático, o país tem uma população que ultrapassa o número de 1,1 bilhão de habitantes. O hindi é o idioma oficial, embora existam cerca de 25 idiomas diferentes no país.

Cerca de 80% da população segue o Hinduísmo, a terceira maior religião do mundo. Originado na cultura Vética, nasceu aproximadamente no ano de 3000 a.C. e une crenças e estilo de vida. Os hindus são politeístas respeitam a tradição e o que é antigo, seguem os livros sagrados, dão muita importância aos ritos e confiam nos seus guias espirituais. A religião ainda interfere na divisão social dentro do país, que consiste em um sistema rígido de castas. Na Índia, diferente do que acontece nas sociedades ocidentais, não há possibilidade de ascensão social. Cada casta representam uma parte do corpo de Brahma, o deus supremo da religião hindu.

Os brâmanes, que são os sacerdotes, professores e filósofos, se encontram no topo da hierarquia, e representam a boca do deus. São responsáveis por passar os ensinamentos sagrados ao resto da população. Logo abaixo estão os kshatriya, representantes dos braços de Brahma, exercendo atividades políticas e militares, subordinados às diretrizes dos brâmanes. Ainda existem os vaishas e shudras. Os primeiros representam as coxas do deus, e têm como função primordial o comércio e a agricultura. Já os segundos, são os pés de Brahma. Compõem uma classe ampla, formada por camponeses, operários e artesãos.



Paralelamente às castas, existem mais duas classes que fazem parte da organização social fora da ordem estabelecida pelo sistema; são dalits e jatis. Os dalits, também chamados de párias, são aqueles que violaram de algum modo o sistema de castas, por meio de uma infração de regra social. Por esse motivo realizam tarefas consideradas desprezíveis, como a limpeza de esgotos e recolhimento do lixo. Uma vez tendo entrado na classe dos párias, o indivíduo coloca todos os seus descendentes na mesma posição. Os jatis são os profissionais liberais que não se enquadram em nenhuma regra específica do sistema, e, embora não se encontrem e nenhuma casta, buscam seguir os hábitos das castas superiores. Apesar de ter sido rejeitado pela Constituição Indiana em 1950, o Sistema de Castas persiste na Índia contemporânea.

Os hindus acreditam na reencarnação. A existência de um indivíduo em determinada casta é o cumprimento de um karma, o bem ou o mal praticado na vida anterior e a evolução espiritual depende disso. O estágio mais evoluído da alma é quando ela transcende e chega ao plano Vaikuntha, fora da existência material. Essa crença faz parte das filosofias indianas, que possuem três conceitos fundamentais: o atmam (a alma), o karma (as ações) e o moksha (a libertação). Excluindo o charyaka, o materialismo radical, todas as outras filosofias se baseiam nesses conceitos. A Yoga é um dos sistemas da filosofia indiana ortodoxa, talvez um dos mais conhecidos. O objetivo desse sitema é libertar o homem da ignorância, que é a causa de todos os sofrimentos.

A cultura indiana é extremamente vasta e ainda inclui elementos como a música e a dança. A primeira resultado da fusão de diversos grupos étnicos e lingüísticos da região, com letras emotivas e descritivas. A dança tem algumas variações, mas a mais popular e a Bharathanatyam. É uma das formas mais antigas de dança, além de ser uma modalidade clássica, conhecida por sua vigorosidade, pureza e poses esculturais.

A riqueza e a diversidade da Índia compõem uma complexidade cultural de grandes proporções. Nesse país, a miséria e a riqueza dividem o mesmo espaço de forma muito evidente e é essa predisposição para lidar com os opostos que causa um pouco de espanto a quem observa por uma visão ocidental. Para compreender a Índia, é necessário abster-se do pensamento lógico e saborear com deleite suas peculiaridades.


Manuela Casali Cordeiro
Redação

O meu objetivo nesta matéria é relatar sobre A "Caminho da Índia" e tambem tirar suas duvidas, se está a procura de informação ou como encontrar o produto ou telefone de contato de empresas sobre: vestidos de noiva de caminho da india , .roupa para festa indiana ,

A "Caminho da Índia"

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:





"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."

FIQUE POR DENTRO