Saúde e beleza - envelhecendo com saúde

     

Saúde e beleza - envelhecendo com saúde

Saúde e beleza - envelhecendo com saúde
Envelhecimento não é mais assunto discutido apenas por senhoras, em meio a lamúrias e saudosismo. "As mulheres estão se preocupando com os efeitos do tempo já na adolescência", diz o dermatologista paulistano Mário Grinblat, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia. Não é preciso tanta antecedência. "Até os 30 anos, a mulher que se cuidou, manteve a pele hidratada, não fumou, não exagerou com o sol, comeu bem e não viveu estressada ainda está na garantia de fábrica. Só depois disso ela deve partir para os cosméticos antienvelhecimento", acredita Walter Guerra Peixe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Cosmética. O esforço, ele garante, é bem recompensado a partir dos 40 anos: "Quem se cuida desde cedo ganha cinco anos na aparência em relação à idade cronológica".

Armas antienvelhecimento

Novidades na guerra contra o tempo não param de surgir. A última a desembarcar em solo brasileiro é a N6 Furfuriladenina. Assim como o ácido retinóico, a substância estimula a formação de colágeno e promove a renovação celular - mas com algumas vantagens. "Além de ser menos agressivo, o produto pode ser usado sob o sol sem o risco de manchar a pele", diz o dermatologista Otávio Macedo, de São Paulo. A N6 ainda não está disponível nas lojas. Apenas médicos têm acesso à substância, diluída em cremes ou loções. Um frasco de 50 g custa em média R$ 50,00. A decoradora paulistana Maria Cândida Marcondes Figueiredo, 45 anos, que começou a combater o envelhecimento aos 35, já experimentou: "Tenho usado como alternativa para o ácido retinóico nos dias em que minha pele fica muito irritada. Ela está mais elástica, fina, clara e com poucas rugas".

Prazo de validade

Alheia ao frenesi da indústria cosmética, uma questão crucial continua sem resposta conclusiva: por que envelhecemos? "Não estamos nem próximos de uma teoria unificada sobre as causas do envelhecimento", diz Emilio Jeckel Neto, do Instituto de Geriatria e Gerontologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Ninguém discorda de que todo ser humano já nasce com seu prazo de validade predeterminado geneticamente - com o tempo, as células perdem a capacidade natural de renovação e o organismo começa a falhar. O fator genético teria um peso de 30% no envelhecimento. Os outros 70% viriam de fatores ambientais - como alimentação inadequada, sedentarismo, estresse e fumo -, que têm o poder de acelerar o processo. Falta descobrir exatamente como agem e um modo de anular seus efeitos.

Pelo menos num ponto há unanimidade: o fumo é um dos fatores com maior poder de acelerar o envelhecimento. "As substâncias contidas no fumo podem prejudicar a renovação celular", explica João Toniolo Neto, presidente da seção São Paulo da Sociedade Brasileira de Geriatria. Os efeitos mais visíveis do fumo aparecem no rosto. Segundo a dermatologista Luciana Conrado, do Serviço de Dermatologia do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, a nicotina entope as microveias responsáveis pela circulação da pele e, num prazo médio de cinco anos, deixa a face do fumante pálida e amarelada. A falta de irrigação adequada também causa flacidez no rosto, deixando vincos profundos, principalmente na região ao redor da boca. "Os efeitos variam de acordo com o número de cigarros fumados por dia e a resistência do organismo do fumante", avisa o dermatologista Walter Guerra Peixe.

O outro grande vilão do envelhecimento da pele é o sol. "Os raios destroem as fibras de colágeno e elastina, causando flacidez e muitas rugas na região dos olhos e na testa. Eles também deixam a renovação celular mais lenta, fazendo com que a pele fique mais espessa, e desregulam as células produtoras de melanina, provocando manchas", enumera a dermatologista Luciana Conrado. Protetores solares ajudam a prevenir esses efeitos, mas não resolvem o problema, já que boa parte deles só é eficaz contra raios UVB. "Eles são a maior causa de câncer de pele, mas o UVA é o grande vilão do envelhecimento, pois penetra mais na pele", diz Walter Guerra Peixe. "É importante tomar sol apenas de manhã cedo e no fim de tarde, e usar também camiseta, boné ou bloqueador solar."


Por Flávia Pinho e Mariane Morisawa

O meu objetivo nesta matéria é relatar sobre Saúde e beleza - envelhecendo com saúde e tambem tirar suas duvidas, se está a procura de informação ou como encontrar o produto ou telefone de contato de empresas sobre: furfuriladenina , n6 furfuriladenina , n 6 furfuriladenina , furfuril adenina , ########################## ,

Saúde e beleza - envelhecendo com saúde

Deixe seu comentário

(Não divulgado)


Informe os numeros:





"As imagens presentes nesta matéria são reproduções de materiais já existentes. Caso tenha algum direito sobre as mesmas, entre em contato conosco para incluir os créditos ou solicitar a retirada."

Fique por dentro

Cadastre seu email e receba nossas novidades


Fique por dentro

Receba dicas de moda,saude e beleza