Pesquisar:

Teciteca

Tecido Devorê


Devoré ou burnout (tecido etch) refere-se a um processo de químico onde um componente do tecido é destruído. Ele é proveniente da França e seu nome significa “devorar”. Essa técnica costumava ser chamada de broderie chimique na Europa, porque ele pode ser usado para dar o efeito de bordadura mecânica, o que é alcançado por meio químico. Os ácidos mais utilizados são bissulfato de sódio e ácido sulfúrico.

Normalmente esse processo inclui celulose protéica ou fibras sintéticas de celulose compostas especialmente desenvolvidas para este fim. Esse material celulósico pode vir de fibras como algodão, linho, viscose a partir de misturas compostas.

Os padrões são impressos com produtos corrosivos que destroem as fibras celulósicas deixando incólumes as de origem animal ou sintéticas. Assim formam-se as transparências e relevos.

Se um tecido de celulose pura é usado para essa técnica, parte do tecido é consumida pelo ácido a fim de se conseguir a padronagem ideal para o devorê.

Com a adição de desenho, pintura ou cor ao tecido, um belo efeito de textura pode ser alcançado. Exemplos de Devorê podem ser feitos com seda e rayon . O rayon, por exemplo, é queimado pelo ácido resultando numa fina malha de seda. Onde o ácido não foi aplicado o rayon, seda ou qualquer matéria que contenha celulose se mantêm intactos.

O uso de burnout não está restrito apenas aos tecidos compósitos. Ele pode ser combinado com qualquer costura, bordado, estampa a fim de imprimir uma aparência de desgaste no tecido.

Se o tecido é muito grosso apenas a superfície estará em contato com o ácido. Isto pode ser usada para criar efeitos de relevo em veludos, por exemplo.

O tecido Devorê apresenta áreas transparentes e relevos.

ÚltimasNotícias

 

Receba notícias no seu
email - Portais da Moda