Glossario de moda

Paul Smith, nascido em Nottingham, na Inglaterra, aos 18 anos e sem qualquer formação profissional, deu seu primeiro passo na carreira no mundo da moda: seu pai levou-o para trabalhar em uma fábrica de roupas.
Seis anos mais tarde, em 1970, ele abria com um reduzido capital sua primeira loja em sua cidade natal, a única no país, na época, a vender roupas de estilistas internacionais fora de Londres. A loja funcionava apenas às sextas-feiras e aos sábados, pois durante a semana o dono tinha outro emprego.
Em 1979, Smith chegava a Londres, com um grande ponto de vendas instalado em Covent Garden. A partir daí, o estilista conquistou rapidamente uma posição de destaque na moda de vanguarda internacional. Fazendo de início apenas roupas masculinas, ele começou a ganhar uma clientela estrelada.
Casado com Pauline Denyer, uma professora de desenho a quem atribui apaixonadamente seu sucesso, Paul Smith tem a seu crédito, nos últimos anos do século 20, a revolução dos três ou mais botões nos paletós masculinos, que ganhou o mundo e acabou com a hegemonia dos dois botões, vigente até então. E depois de ver que grande parte de suas roupas era comprada por mulheres, Smith criou uma linha feminina, sem fugir ao seu estilo já consagrado, partindo também para linhas infantis e esportivas, além de uma infinidade de acessórios.
Paul Smith recebeu o título de sir da rainha Elizabeth II em 1994, como homenagem ao seu trabalho excepcional, preocupando-se sempre em dar cada passo com cuidado.
FIQUE POR DENTRO